Publicado 14 de Fevereiro de 2021 - 5h30

A Casa de Vidro, no Lago do Café, abre a temporada 2020 de exposições com a mostra As Morfologias Sensórias, do artista visual Stenio Oliveira. A exposição fica em cartaz de hoje a 4 de abril.

Artista que traz em sua pesquisa questionamentos sobre o comportamento, a espiritualidade, a gênese e a matéria, Stenio Oliveira, em sua poética, se apropria de variadas técnicas para criar um universo que transita entre o pictórico e o escultórico, dando origem a esculturas, painéis e pinturas expandidas com uso expressivo de materiais têxteis, resinas e estruturas com objetos variados; criações que se assemelham a morfologias orgânicas e percorre a ideia de amálgama visceral.

“Minha obra procura unir o que vejo e sinto ao redor; sobretudo a intensidade do subconsciente, do comportamento e de um universo muitas vezes fantástico e espiritual. É ela, enredos refletidos na plasticidade tátil, visceral e morfológica do que é aparentemente vivo e orgânico”, conceitua.

Segundo o curador da exposição, Andrés I. M. Hernández, o autor "propõe uma cartografia mutante, como a própria existência; desenhando uma escrita, um itinerário, uma topografia. Uma objetividade condicionada à perspectiva que possibilita o deslocamento de elementos dentro dos limites da obra de arte e do processo como um todo".