Publicado 19 de Fevereiro de 2021 - 12h52

Por Ângelo Barioni/ Correio Popular

?ngelo Barioni, colunista do Xeque-Mate Esporte

Importação

?ngelo Barioni, colunista do Xeque-Mate Esporte

Após as primeiras partidas das fases classificatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Catar, a Fifa divulgou, nesta quinta-feira, uma atualização do ranking das melhores seleções do mundo. A lista não teve nenhuma troca de posição até o 32° colocado. Com isso, a Bélgica lidera, seguida da França, atual campeã mundial. O Brasil fecha o pódio, em terceiro lugar. Inglaterra, Portugal, Espanha, Argentina, Uruguai, México e Itália completam a relação dos 10 primeiros colocados.

Seis por meia dúzia

Dentre os países que disputam pela Conmebol, nenhum deles subiu de posição. Somente Paraguai e Equador mudaram de colocação, ambos uma posição, indo para 35° e 57°, respectivamente.

De acordo com a Fifa, apenas 43 partidas entre seleções ocorreram desde dezembro de 2020 até o começo de fevereiro. A próxima atualização do ranking será divulgada em 8 de abril.

 

"A infância inteira quando eu nadava o pessoal falava: 'você não sabe perder!' Mas você não tem que aprender. Você não tem que aceitar que perdeu", Cesar Cielo

Nadador e Medalha de Ouro na Olimpíada de Pequim

[TITULINHO]INDIGESTOS

[/TITULINHO]Já rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Coritiba recebeu o Palmeiras e venceu por 1 a 0. Com o resultado no Couto Pereira, o Verdão se consolidou como a equipe dona do pior aproveitamento contra os atuais times da zona de rebaixamento, com 25%

[TITULINHO]SEM REAÇÃO

[/TITULINHO]O Corinthians terminou a temporada 2020 com apenas 39% de aproveitamento nos clássicos. O Timão conquistou três vitórias, sofreu quatro derrotas e ficou no empate outras quatro vezes, sendo que um deles culminou com o revés na final do Campeonato Paulista.

[TITULINHO]IPPON SEOI NAGE

[/TITULINHO]O judô do Brasil não teve um bom desempenho no primeiro dia de disputas do Grand Slam de Tel Aviv, em Israel, que é o segundo torneio do Circuito Mundial de 2021.

[TITULINHO]IPPON SEOI NAGE 2

[/TITULINHO]Nesta quinta-feira, os brasileiros ficaram longe do pódio e só conseguiram duas vitórias, ambas na estreia, em oito lutas. Allan Kuwabara e Willian Lima foram os únicos a avançarem à segunda rodada.

[TITULINHO]PUJANÇA

[/TITULINHO]O título mundial do Bayern de Munique conquistado na última semana coroou com mais uma taça uma equipe que tem sido bastante eficiente tanto dentro como fora de campo.

[TITULINHO]REFERÊNCIA

[/TITULINHO]Mesmo em um cenário de crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, a equipe alemã conciliou as seis taças erguidas em um ano, além de a fechar a última temporada com superávit.

[TITULINHO]ESTRATÉGIA

[/TITULINHO]O Internacional avalia a possibilidade de desembolsar R$ 1 milhão para utilizar Rodinei no decisivo duelo com o Flamengo, domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

[TITULINHO]TITULAR

[/TITULINHO]O valor está estipulado no contrato de empréstimo do lateral-direito, que foi cedido pelo clube carioca ao time gaúcho até o final de maio.

[TITULINHO]ARTILHEIRO

[/TITULINHO]Agora na Macaca, o atacante Paulo Sérgio tem elogiado o trabalho do técnico Fábio Moreno. O novo atacante promete empenho para repetir o desempenho da última temporada, quando vestiu a camisa do CSA e marcou 23 gols.

[TITULINHO]RENOVAÇÃO

[/TITULINHO]A diretoria do Guarani não perde tempo e traz os reforços solicitados por Alan Aal. O técnico está otimista em relação ao desempenho do time no Paulistão.

[TITULINHO]KART DE ALGUEL

[/TITULINHO]Kartódromo Internacional San Marino, em Paulínia será sede, neste sábado, do torneio Troféu do Interior. A prova é disputada por pilotos com média de idade superior a 35 anos, competindo com karts de aluguel.

Troca justa

A ministra dos Jogos Olímpicos, Seiko Hashimoto, foi nomeada nesta quinta-feira a presidente do Comitê Organizador de Tóquio-2020, substituindo no cargo Yoshiro Mori, que se demitiu na última sexta após a polêmica criada por suas declarações machistas. "Não vou poupar esforços para o sucesso dos Jogos de Tóquio", garantiu a ex-atleta, de 56 anos, que já apresentou a demissão do cargo no governo japonês ao primeiro-ministro Yoshihide Suga.

Escrito por:

Ângelo Barioni/ Correio Popular