Publicado 27 de Fevereiro de 2021 - 13h33

Por Da redação

Carro passa pela Rodovia Lix da Cunha, nas proximidades do Parque Oziel: um dos alagamentos do dia

Ricardo Lima/ Correio Popular

Carro passa pela Rodovia Lix da Cunha, nas proximidades do Parque Oziel: um dos alagamentos do dia

A chuva do final da tarde de ontem marcou o maior índice pluviométrico da semana em Campinas. A Defesa Civil da cidade registrou, no período de uma hora e vinte minutos, 59,2 milímetros na Avenida Orosimbo Maia. Na região central da cidade, em média, foram 36,4 mm de chuva. No Centro e do Cambuí houve precipitação de granizo. Até às 19h30, o órgão havia registrado 12 ocorrências no município por causa do temporal, como alagamentos, queda de muro e inundação de residências. Não houve relato de feridos.

A Defesa Civil do Estado informou que, entre hoje e segunda-feira, um corredor de umidade avançará por São Paulo, havendo condições para chuvas fortes e volumosas, com momentos de tempestades severas, seguidas por raios e ventos nas regiões de Campinas, Sorocaba e Bauru.

Informação

O órgão estadual reforçou a importância de atenção especial às áreas mais vulneráveis, pois há risco de deslizamentos, desabamentos, alagamentos, enchentes e ocorrências relacionadas a raios e ventos. A população pode se cadastrar para receber de avisos da Defesa Civil sobre alertas de risco de desastres naturais direto no celular, gratuitamente, por mensagem de texto.

Basta enviar uma mensagem de texto para o número 40199, colocando o CEP no assunto. O usuário deverá mandar um SMS para cada CEP que deseja cadastrar, podendo ser mais de um. Em Campinas, a Defesa Civil prossegue com o monitoramento e solicita à população que acione o serviço pelo telefone 199 em casos de problemas relacionados às chuvas de verão.

Escrito por:

Da redação