Publicado 24 de Fevereiro de 2021 - 13h30

Por Edson Silva/ Correio Popular

Imagens noturnas flagradas por câmeras de segurança em estabelecimentos invadidos pela quadrilha

Câmeras de vigilância

Imagens noturnas flagradas por câmeras de segurança em estabelecimentos invadidos pela quadrilha

Policiais do 13º Distrito de Campinas conseguiram desvendar quem são os integrantes de uma das maiores quadrilhas que agia no Cambuí, em Campinas, responsável por inúmeras invasões de apartamentos residenciais e estabelecimentos comerciais do bairro. Foram identificados quatro homens, com idade entre 22 e 26 anos, sendo um deles já indiciado formalmente por diversos furtos qualificados e por formação de quadrilha.

A polícia intensificou as investigações para solucionar o caso, já que o grupo é apontado como uma das organizações criminosas mais atuantes na região do Cambuí e outras regiões da cidade, devido à quantidade de furtos praticados em curto período de tempo.

Segundo a polícia, desde dezembro, a quadrilha já invadiu vários apartamentos, restaurantes, escritórios, faculdade e até um curso de formação jurídica. Eles atuavam, geralmente, quando os apartamentos e estabelecimentos comerciais estavam sem ninguém no interior. Mantinham os locais sob observação e, quando percebiam estavam vazios, arrombavam e invadiam os locais.

O alvo dos ladrões era furtar, principalmente, equipamentos eletrônicos, tais como televisores, computadores, monitores e joias. Segundo a polícia, desde que começaram os registros dos furtos, as investigações se intensificaram com análises de diversas imagens de câmeras de segurança, o que possibilitou reunir provas contra o grupo, acusado pelas invasões em imóveis residenciais e comerciais.

Uma das imagens permitiu, inclusive, identificar um veículo Gol, de cor escura, que foi o fio da meada que levou à identificação de um dos suspeitos, possibilitando a chegada aos demais envolvidos.

Portanto, os quatro ladrões já foram identificados. Um deles foi formalmente indiciado e o mesmo deverá ocorrer com os outros três. A polícia vai requerer à Justiça a prisão preventiva dos acusados. Com isso, as equipes policiais, chefiadas pelo delegado titular do 13º DP, Cássio Vita Biazolli, informaram que a ação dará mais tranquilidade aos moradores do Cambuí.

Outras regiões

Segundo a polícia, embora o bairro Cambuí fosse o preferido da quadrilha, as investigações demonstraram que o bando também praticou crimes em outras áreas de Campinas, como Taquaral, Satélite Iris, Vila União, entre outras, onde furtaram centros de saúde, além dos prédios das Defensorias Públicas de Campinas e Limeira.

No início deste ano, a apreensão de um veículo pela Divisão Especial de Investigação Criminal (Deic) de Campinas levou ao esclarecimento de um furto ocorrido em uma concessionária de veículos da cidade. A partir daí, o compartilhamento de informações entre os policiais do 13º DP e de distritos policiais das áreas onde ocorreram outros furtos, bem como com a Guarda Municipal de Campinas, contribuiu para a identificação dos criminosos.

Segundo a polícia, todos os objetos furtados eram vendidos em comércios informais, que estão sendo alvos de investigação para a localização dos produtos e devolução aos donos.

Os policiais divulgaram apenas as iniciais e as idades dos quatro homens acusados pelos furtos: D.M.S, 22 anos, W.R.N.L, 23 anos, W.L.S., 22 anos e R.S.L., 26 anos.

Escrito por:

Edson Silva/ Correio Popular