Publicado 16 de Fevereiro de 2021 - 14h31

Por Da redação

Força-tarefa da Prefeitura chegando em Barão Geraldo: fiscalização severa

Diogo Zacarias/ Correio Popular

Força-tarefa da Prefeitura chegando em Barão Geraldo: fiscalização severa

As festas clandestinas e 'pancadões' promovidos durante o final de semana de Carnaval em Campinas reuniram em torno de 21 mil pessoas. O balanço foi divulgado ontem pela Prefeitura, que mantém uma força tarefa para coibir as aglomerações na cidade devido à pandemia da covid-19.

A quantidade de gente dispersada dos eventos entre a noite de sexta-feira e a madrugada de ontem supera um terço da população do distrito de Barão Geraldo, estimada em 55 mil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Força-tarefa da Prefeitura chegando em Barão Geraldo: fiscalização severa

Ao todo, conforme informações da Administração, foram identificadas 51 festas clandestinas em diferentes bairros da cidade. A força-tarefa da Prefeitura reuniu os órgãos de fiscalização do município e Guarda Municipal, com apoio da Polícia Militar. Segundo o comandante da GM, Márcio Frizarin, os eventos reuniram uma grande concentração de jovens, que estavam aglomerados e não adotavam cuidados sanitários como o uso de máscaras de proteção. "Na região do Ouro Verde, fizemos uma intervenção que acabou com uma festa clandestina com mais de três mil pessoas, com participantes vindos de outras cidades e estados", disse.

O balanço incluiu ainda 105 ocorrências de perturbação do sossego público, 42 situações que se enquadraram na Lei do Pancadão (som alto em veículos), que resultou na apreensão de dez carros e uma moto, 152 autuações de trânsito em locais em que ocorriam os pancadões, 45 orientações sobre o descumprimento das medidas sanitárias, 57 fechamentos de locais que não cumpriam as medidas sanitárias, uma autuação por falta de máscara, um roubo a pedestre e uma apreensão de veículo, ocorrência em que o motorista foi preso por estar dirigindo embriagado.

Foram vistoriados também 141 estabelecimentos comerciais, que resultaram em 24 intimações, 25 multas e 13 fechamentos, segundo dados da Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), Vigilância Sanitária, Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e Serviços Técnicos Gerais (Setec). O secretário municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública de Campinas, Christiano Biggi, ressaltou que a Guarda Municipal manterá efetivo ampliado nas ruas para coibir as aglomerações, como se estivesse em uma época normal de folia.

Escrito por:

Da redação