Publicado 04 de Fevereiro de 2021 - 12h49

Por Ângelo Barioni

Angelo Barioni, colunista do Xeque-Mate Esporte

Importação

Angelo Barioni, colunista do Xeque-Mate Esporte

Publicado ontem no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, de autoria do deputado André Ceciliano, o projeto de lei Nº 3489/2021 pretende rebatizar o Maracanã com o nome de "Estádio Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé". Dessa forma, o jornalista Mário Filho passaria a dar nome ao complexo esportivo como um todo. Mário Leite Rodrigues Filho, mais conhecido como Mário Filho, foi um jornalista, cronista esportivo e escritor brasileiro. Era irmão do também jornalista e escritor Nelson Rodrigues

Jeitinho Brasileiro 2

A justificativa de Ceciliano é homenagear o jogador - seguramente um dos melhores do mundo no futebol ainda em vida, (re)batizando com seu nome o estádio mais importante do futebol brasileiro. Mas em que pese a quase unanimidade sobre o talento do atleta, o projeto divide opiniões e promete dar o que falar, até que seja votado pela Alerj. Por que não mudar o nome da Vila Belmiro, Esádio Urbano Caldeira?

"Mudar o nome do Maracanã para Rei Pelé é a mesma coisa que mudar o nome do Brinco de Ouro para Moisés Lucarelli", Zaiman de Brito Franco,

Jornalista

Será que sai do papel?

A Ponte Preta começou 2021 a "todo vapor" quando o assunto é a construção de sua Arena. Hoje representantes da Macaca estarão reunidos com o prefeito Dário Saad para tratar do tema e estudar a sequência do projeto. Serão recebidos no Paço Municipal: o vice presidente do Clube, Cazu, Eduardo Lacerda (do conselho criado para a Arena) e o presidente de honra, Sérgio Carnielli.

Ausência

Já o presidente da Macaca, Sebastião Arcanjo, não poderá participar da reunião desta tarde. É que o dirigente está fora de Campinas, em outro compromisso profissional, inadiável. Em entrevista ao Correio, recentemente, Tiãozinho revelou que o clube quer iniciar a construção da nova casa ainda este ano

Tema gera discussão

O assunto "Arena" é polêmico e divide opiniões na Macaca. Muitos torcedores, e até mesmo parte da oposição, questionam o motivo pelo qual o Clube deveria abrir mão do Moises Lucarelli. E não à toa a promessa de uma nova casa se estende por quase uma década. Será que, agora, vai?.

Dos males, o menor!

A Ponte Preta acabou por fazer um bom negócio com a transferência de Walisson para o Exterior. Segundo apurou a coluna, a Macaca fez um acordo com o atleta e o liberou para jogar no Al Bataeh Club, dos Emirados Árabes Unidos, com a condição de manter 30% de seus direitos econômicos.

Raposa de olho

Enquanto aguarda posicionamento oficial de Bruno Rodrigues, a Ponte Preta ganhou mais um concorrente no mercado: o Cruzeiro. A raposa admite ter o atacante no radar para a próxima temporada, porém ainda não realizou oferta ao Tombense, dono do passe.

Dificuldade

O atraso na contratação do novo treinador já preocupa a torcida do Guarani. O Conselho de Administração trabalha nos bastidores desde o último sábado para encontrar o substituto de Felipe Conceição, porém ainda sem sucesso.

Oferta recusada

Disputar a Série B traz prejuízos ao Guarani no mercado. Com menor poder financeiro e menos visibilidade no segundo semestre, o Bugre foi 'escanteado' pelo treinador Marcelo Chamusca, então plano A da diretoria.

Na mira

O Grêmio está de olho no futebol campineiro. Segundo jornalistas que cobrem o time gaúcho dois nomes que atuaram por aqui na Série B interessam para a diretoria: Bruno Rodrigues, da Ponte Preta; e Bidu, do Guarani.

Treinador

De um bugrino muito atento aos bastidores do clube: Gersinho pode ser anunciado como treinador.

 

Escrito por:

Ângelo Barioni