Publicado 26 de Fevereiro de 2021 - 16h30

Por AFP

Os Estados Unidos vão proibir a entrada de quem ameaçar dissidentes em seus países de origem e anunciou sanções contra 76 sauditas vinculados ao assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, anunciou nesta sexta-feira (26) o chefe da diplomacia, Antony Blinken.

"Deixamos claro que as ameaças extraterritoriais e os ataques da Arábia Saudita contra ativistas, dissidentes e jornalistas têm que acabar. Não serão tolerados pelos Estados Unidos", afirmou Blinken em um comunicado.

stc-an/yow/mvv

Escrito por:

AFP