Publicado 26 de Fevereiro de 2021 - 15h20

Por AFP

O chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, iniciou nesta sexta-feira (26) uma série de reuniões virtuais bilaterais com México e Canadá, com uma "visita" por videoconferência à fronteira sul do país.

Alinhado com o posicionamento do presidente democrata Joe Biden sobre evitar viagens, Blinken permanecerá em Washington e se reunirá virtualmente com representantes do México e Canadá.

O Secretário de Estado iniciou o dia às 10h00, horário de Washington, com uma visita ao posto fronteiriço que liga a cidade americana de El Paso à Ciudad Juárez, no México.

Por meio de uma gravação feita por agentes fronteiriços, Blinken pode ver a ponte que marca a fronteira e a área onde as pessoas realizam os procedimentos de imigração.

"Hoje estou visitando a fronteira porque representa muitas das coisas que conectam os Estados Unidos e o México: comércio, laços de negócios, laços de família, turismo e segurança", ressaltou Blinken.

"Uma nova etapa se abre para as relações entre nossos países", afirmou o prefeito de Ciudad Juárez, Armando Cabada, que também participou da videoconferência.

Em seguida, Blinken terá um encontro bilateral com seu homólogo mexicano Marcelo Ebrard e, depois, outro encontro virtual agendado com a secretária de Economia do México, Tatiana Clouthier.

O ex-presidente republicano Donald Trump desenvolveu um relacionamento fluido com o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, que foi um dos últimos líderes estrangeiros a reconhecer a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro.

Durante o governo Trump - sob pressão das taxações - o México concordou em manter milhares de centro-americanos e outros solicitantes de asilo em seu território, enquanto aguardam a revisão de seus pedidos de entrada nos Estados Unidos.

Mas o governo Biden começou a desestruturar este programa que, de acordo com os defensores dos direitos dos migrantes, coloca em risco físico as pessoas que fogem da violência e viola a lei internacional de asilo.

À tarde, Blinken fará uma maratona de encontros com o Canadá começando com o Ministro das Relações Exteriores, Marc Garneau, e depois com o encontro com o primeiro-ministro, Justin Trudeau, que esta semana teve um encontro bilateral com Biden.

an/gm/bn

Escrito por:

AFP