Publicado 26 de Fevereiro de 2021 - 11h51

Por Estadão Conteúdo

A massa de salários em circulação na economia encolheu R$ 14,753 bilhões no período de um ano, para R$ 210,724 bilhões, uma queda de 6,5% no trimestre encerrado em dezembro de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com o trimestre terminado em setembro, a massa de renda real subiu 0,2%, com R$ 412 milhões a mais.

O rendimento médio dos trabalhadores ocupados teve queda de 4,2% na comparação com o trimestre até setembro, R$ 109 a menos.

Em relação ao trimestre encerrado em dezembro do ano passado, a renda média subiu 2,8%, R$ 67 a mais, para R$ 2.507.

A renda média real no País ficou em R$ 2.543 na média do ano de 2020. A massa de renda totalizou R$ 213,412 bilhões na média de 2020.

Escrito por:

Estadão Conteúdo