Publicado 26 de Fevereiro de 2021 - 6h10

Por AFP

Um Boeing 777 da companhia russa Rossiya teve que fazer um pouso de emergência nesta sexta-feira (26) em Moscou após um problema no motor, uma semana depois de um grande incidente em uma aeronave similar nos Estados Unidos.

"Durante o voo de carga 4520 Hong Kong-Madri foi detectado um mau funcionamento do sensor de controle do motor", afirmou à companhia aérea em um comunicado. "A tripulação decidiu fazer um pouso de emergência em Moscou", completa a nota.

"A aterrissagem aconteceu normalmente. O avião retomará o voo a Madri depois das 12H00 (6H00 de Brasília)", informou a Rossiya, filial da companhia pública russa Aeroflot.

Os sites especializados confirmaram que o avião era um Boeing 777.

Na semana passada, o motor direito de um Boeing 777 sofreu um incêndio pouco depois da decolagem de Denver (Colorado, Estados Unidos) em um voo com destino a Honolulu (Havaí), com 231 passageiros e 10 tripulantes, o que obrigou os pilotos a retornar de maneira imediata ao aeroporto original. Ninguém ficou ferido e a aeronave conseguiu pousar.

Ainda não foi possível saber se o Boeing 777 que fez o pouso de emergência em Moscou nesta sexta-feira tem o mesmo tipo de motor que a o avião de Denver.

Mais de 120 Boeing 777 equipados com motores Pratt & Whitney PW4000 permanecem em solo em todo o mundo desde o incidente da semana passada.

tbm/me/mar/fp

Escrito por:

AFP