Publicado 25 de Fevereiro de 2021 - 21h30

Por AFP

O premier designado da Líbia, Abdel Hamid Dbeibah, apresentou nesta quinta-feira ao parlamento "a estrutura e visão" de seu Governo de União Nacional, primeiro passo de uma transição que prevê eleições em dezembro e cujo objetivo é encerrar uma década de caos.

Dbeibah, engenheiro e empresário de 61 anos que ocupou cargos de responsabilidade durante o governo de Muamar Khadafi, tem até 19 de março para receber o voto de confiança do parlamento, antes de iniciar a dura tarefa de unificar as instituições e liderar a transição até as eleições de 24 de dezembro. O objetivo final é atender às expectativas dos líbios, que sofrem com a escassez de dinheiro e gasolina e com cortes no abastecimento de energia e uma inflação galopante.

A Líbia, que lembrou na semana passada o 10º aniversário da revolta que levou à queda do regime de Khadafi em 2011, está mergulhada no caos devido a divisões políticas. Dbeibah foi nomeado premier no começo do mês, por 75 delegados líbios que se reuniram em Genebra sob a mediação da ONU.

Desde a sua nomeação, o premier multiplicou as reuniões e viagens para formar uma equipe que substitua o Governo de União Nacional de Fayez al-Sarraj, instalado em 2016 na capital e reconhecido pela ONU. Estabelecido sob um processo prévio no Marrocos, esse governo nunca conquistou a confiança do parlamento, com sede no leste e apoiado pelo líder daquela região, marechal Khalifa Haftar. Tampouco conseguiu impor sua legitimidade e autoridade no país, que possui as maiores reservas de petróleo da África.

Dbeibah lembrou recentemente que se não for atingido o quórum para o voto de confiança no Parlamento, caberá aos 75 delegados líbios em Genebra aprovar seu gabinete.

rb-hme-nd/vl/gk/msr-tjc/erl/lb

Escrito por:

AFP