Publicado 25 de Fevereiro de 2021 - 20h30

Por AFP

Milan e Manchester United garantiram sua presença nas oitavas de final da Liga Europa de maneiras muito diferentes nesta quinta-feira em uma jornada que também teve as classificações de Ajax e Arsenal.

Já Napoli, Leicester, Lille e Bayer Leverkusen estão entre os mais ilustres eliminados destes 16-avos de final.

O Milan sofreu mais do que o esperado contra o Estrela Vermelha, mas conseguiu se classificar graças ao empate de 1 a 1 na capital da Lombardia e ao 2 a 2 da semana passada em Belgrado.

O time da casa saiu na frente com um gol de pênalti de Franck Kessié (9) e El Fardou Ben Nabouhane empatou aos 24.

Apesar de ter começado numa posição teoricamente favorável devido ao resultado da ida, o time italiano entrou em campo com entusiasmo. Aos sete minutos, Rade Krunic disparou de dentro da área e atingiu o braço de Marko Gobeljic.

Após consulta ao VAR, o árbitro assinalou um pênalti e Kessié converteu.

O gol não abalou o time sérvio. Ben Nabouhane balançou as redes aos 19 minutos mas o árbitro anulou e logo depois o comoriano disparou uma bola no travessão (21).

No final, aos 24, seu esforço foi recompensado quando recebeu uma bola na frente da área, e chutou de pé esquerdo, sem chances para Gianluigi Donnarumma.

O Milan administrou o empate e teve mais tranquilidade quando o time sérvio ficou com 10 em campo após a expulsão de Gobeljic, que recebeu o segundo cartão amarelo (70).

Outro italiano, a Roma teve uma classificação bem mais tranquila diante do Sporting de Braga, vencendo por 3 a 1 (após a vitória de 2 a 0 na ida)

Outro gigante, o Manchester United, também se classificou ao empatar em 0 a 0 em Old Trafford com a Real Sociedad, após uma goleada de 4 a 0 no jogo de ida.

Jogadores menos utilizados no time inglês foram escalados desta vez por Ole Gunnar Solskjaer.

A Real Sociedad teve ao menos o consolo de se despedir do torneio tendo feito uma partida melhor do que a primeira.

Aos 13 minutos, Mikel Oyarzabal perdeu um pênalti para o time espanhol.

Escrito por:

AFP