Publicado 25 de Fevereiro de 2021 - 20h20

Por AFP

O porta-voz da diplomacia norte-americana afirmou nesta quinta-feira (25) que a decisão de Caracas de expulsar a embaixadora da União Europeia "isola" Nicolás Maduro, cujo governo não é reconhecido por Washington.

"Tudo o que essa ação faz é isolar o regime de Maduro", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, em uma coletiva de imprensa.

Na quarta-feira, o governo de Caracas declarou persona non grata e expulsou a embaixadora da UE, a portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, em resposta às sanções de Bruxelas contra 19 funcionários venezuelanos.

Os sancionados são acusados de minar a democracia após as eleições parlamentares de 6 de dezembro - que foram boicotadas e descritas como fraude pelos partidos políticos da oposição - e que não foram reconhecidas pelos Estados Unidos ou pela União Europeia.

Price indicou que o mundo continua "unido em seu apelo por um retorno à democracia na Venezuela" e que os Estados Unidos estão comprometidos em "trabalhar com seus parceiros na comunidade internacional" para promover a responsabilização pela situação no país.

"Acreditamos firmemente na ação coordenada com nossos aliados e parceiros", disse Price.

Nesta quinta-feira, a UE respondeu a Maduro, declarando a representante da Venezuela no bloco, Claudia Salerno, persona non grata.

an/yow/ap/mvv

Escrito por:

AFP