Publicado 25 de Fevereiro de 2021 - 17h00

Por AFP

O popular ator francês Gérard Depardieu se declarou inocente, nesta quinta-feira (25), das acusações de estupro e agressão sexual e garantiu que "não tem nada a temer".

"Eu sou inocente", disse Depardieu em entrevista ao jornal italiano La Repubblica, na qual ele garante que as acusações são "infundadas".

"Não há evidências, não há nada contra mim", acrescentou.

"Para mim, a investigação foi arquivada", explicou o ator em entrevista durante filmagens do novo longa do diretor Patrice Leconte.

Depardieu, que interpreta o famoso comissário Maigret, reiterou "o caráter totalmente infundado das acusações".

"A única coisa que posso fazer é rejeitar em termos muito claros todas as acusações, como já fiz diante dos investigadores", insistiu.

O ator de 72 anos anunciou que comparecerá ao tribunal em 10 de março para reiterar sua inocência.

Na terça-feira, fontes revelaram à AFP que o ator havia sido indiciado em 16 de dezembro em Paris por "estupro" e "agressões sexuais" cometidas em 2018 contra uma jovem atriz.

O ator garantiu que "está muito surpreso com a decisão do tribunal de reabrir a investigação", que havia sido encerrada "por falta de provas".

Depardieu garantiu que prefere "evitar falar" sobre a jovem atriz que apresentou a queixa contra ele.

"A cobertura do caso pela mídia me parece terrível. Vivemos em uma época dominada por um fluxo contínuo e implacável de informações", lamentou.

"Com todos esses canais de "streaming", as novas mídias, os sites, as redes sociais, é como se vivêssemos com um fone de ouvido que transmite constantemente notícias negativas e muitas vezes falsas e tendenciosas. Odeio tudo isso", acrescentou o ator.

A atriz, que tem menos de 30 anos, o acusou de vários estupros e agressões sexuais ocorridos nos dias 7 e 13 de agosto de 2018 na casa parisiense do ator.

Depois que a promotoria de Paris encerrou a investigação em junho de 2019, a atriz registrou novamente uma queixa e um juiz de instrução reabriu a investigação em agosto de 2020.

bur-kv/mb/ap/mvv

Escrito por:

AFP