Publicado 25 de Fevereiro de 2021 - 6h10

Por AFP

Ao menos 14 pessoas, incluindo dois civis, morreram na República Centro-Africana em 16 de fevereiro em um templo religioso a 380 km de Bangui, à margem dos confrontos entre forças pró-governo e grupos armados, anunciou nesta quinta-feira a ONG Anistia Internacional.

"Depoimentos, imagens via satélite e a análise de fotografias confirmam as mortes de 14 pessoas em um edifício religioso de Bambari", a quinta maior cidade da República Centro-Africana, afirmou a AI.

"O vídeo também permitiu observar alguns corpos, incluindo uma mulher e uma criança", completa o comunicado da ONG, que também informa que as vítimas "não vestiam uniforme militar".

"Não podemos ter certeza de que todas as vítimas eram civis, mas temos certeza de que a mulher e a criança eram civis", declarou à AFP Abdoulaye Diarra, investigador para a África Central na Anistia Internacional.

"Pedimos uma investigação".

O governo centro-africano anunciou em 17 de fevereiro a "libertação total" de Bambari e a captura de "muitos prisioneiros", mas não informou um balanço de vítimas civis e militares.

clt/dyg/plh/erl/dga/fp

Escrito por:

AFP