Publicado 24 de Fevereiro de 2021 - 23h40

Por AFP

A seleção americana de futebol feminino, atual campeã mundial, derrotou a Argentina por 6 a 0 nesta quarta-feira e revalidou seu título da SheBelieves Cup em Orlando, Flórida.

Liderada por Megan Rapinoe, artilheira do torneio com três gols, a seleção dos Estados Unidos terminou com nove pontos com três vitórias nas três rodadas deste evento que o país organiza anualmente.

O segundo lugar foi para o Brasil, que, com a vitória por 2 a 0 sobre o Canadá pouco antes, terminou com seis pontos e sonhava com uma derrota americana para a Argentina que lhe traria o troféu.

O Canadá terminou em terceiro lugar com três pontos e a Argentina, em sua primeira participação no evento, fechou a tabela sem marcar pontos.

Única seleção do torneio fora do top 10 do ranking da Fifa, a "albiceleste" foi convidada de última hora após a desistência do Japão e sofreu em campo os efeitos do longo ano de inatividade devido à pandemia de coronavírus.

Em seu duelo de despedida nesta quarta-feira, deu de cara com uma seleção americana que foi um rolo compressor no primeiro tempo, marcando quatro gols.

Rapinoe abriu o placar no Explora Stadium aos 16 minutos, aproveitando um passe no meio da zaga de Rose Lavelle.

A atacante, Bola de Ouro da Fifa em 2019, ampliou a vantagem aos 26 com um passe preciso de Carli Lloyd. A própria Lloyd fez 3 a 0 aos 35 minutos, quando finalizou um cruzamento da esquerda de Kristie Mewis dentro da área.

A própria Mewis fez 4 a 0 aos 41, quando aproveitou uma falha da Argentina e, depois de um elegante drible em Adriana Sachs, definiu com um chute cruzado.

Alex Morgan, no mano-a-mano com a goleira Solana Pereyra aos 84, e Christen Press, desviando de cabeça um escanteio aos 88, fecharam a goleada.

Mais cedo, a seleção brasileira derrotou o Canadá (2-0) e chegou a sonhar com o título.

A estrela Debinha abriu o placar aos 15 minutos, em uma jogada de oportunismo em que aproveitou um chute da colega Adriana.

O segundo gol brasileiro veio aos 39 minutos em uma falha da defesa canadense, que em duas ocasiões não conseguiu afastar uma bola em sua área.

A bola acabou sobrando nos pés de Júlia Bianchi, que chutou cruzado no ângulo.

Escrito por:

AFP