Publicado 24 de Fevereiro de 2021 - 19h21

Por AFP

Diante do temor de uma terceira onda de casos de covid-19, o governo sueco endureceu nesta quarta-feira (24) algumas de suas medidas, como a antecipação do fechamento de bares, e alertou que irá além se as recomendações atuais não fossem respeitadas.

A partir de 1º de março, cafés, bares e restaurantes devem fechar às 20h30 e o número de pessoas autorizadas em lojas e instalações esportivas será reduzido, anunciaram o governo e as autoridades de saúde.

As autoridades locais de Estocolmo recomendaram na última terça-feira o uso das máscaras nos transportes públicos, a qualquer hora do dia, e em locais fechados quando o distanciamento físico não puder ser respeitado.

Embora sua estratégia seja menos rígida do que em muitos países europeus, a Suécia tem endurecido suas medidas desde novembro por causa da segunda onda, limitando assim as reuniões públicas a oito pessoas e adotando o ensino à distância em institutos.

O endurecimento das medidas contra a covid-19 permite manter as escolas abertas pelo maior tempo possível, segundo as autoridades.

O primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, pediu aos seus cidadãos que redobrassem seus esforços e limitassem as interações sociais para evitar uma terceira onda.

"Somos você e eu, nossas ações coletivas, que decidiremos se isso vai acontecer", afirmou Löfven, alertando que se a situação piorar, eles terão que "fechar algumas áreas da Suécia".

jll/hdy/mm/tjc/mis/bn/mvv

Escrito por:

AFP