Publicado 24 de Fevereiro de 2021 - 17h10

Por AFP

Centenas de pessoas se reuniram nesta quarta-feira (24) na Geórgia em frente à prisão onde está um líder opositor, detido na véspera neste país do Cáucaso, mergulhado em uma nova crise política.

Uma caravana de veículos se concentrou em frente a esta prisão em Rustavi, no sudeste do país, em apoio ao líder do partido Movimento Nacional Unido (MNU), Nika Melia, segundo um jornalista da AFP no local.

"Estamos aqui para expressar nossa solidariedade a Nika", afirmou Zaal Udumashvili, outra personalidade do MNU.

Melia foi tirado pela polícia da sede de seu partido na manhã de terça-feira e posto em prisão preventiva, acusado de organizar protestos violentos contra o governo em 2019. O opositor desmente as acusações.

Os aliados ocidentais da Geórgia denunciaram esta intervenção, que o governo qualificou de legal. Milhares de pessoas já tinham se manifestado na véspera na capital, Tbilisi.

Sua detenção poderia fragilizar a democracia na Geórgia, que enfrenta uma crise desde as eleições legislativas de outubro.

A oposição diz que as eleições foram manipuladas, depois que o partido no poder desde 2012, o Sonho Georgiano, reivindicou a vitória.

im/rco/mr/tjc/mb/mvv

Escrito por:

AFP