Publicado 24 de Fevereiro de 2021 - 11h04

Por Estadão Conteúdo

A gasolina mais cara pressionou mais uma vez o orçamento das famílias em fevereiro. Impulsionado pelos combustíveis, o grupo Transportes passou de um aumento de 0,14% em janeiro para uma elevação de 1,11% este mês, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 24, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo deu a maior contribuição para a taxa de 0,48% do IPCA-15 de novembro, o equivalente a 0,22 ponto porcentual.

Os combustíveis subiram 3,34%. A gasolina aumentou 3,52%, item de maior impacto individual na inflação do mês, 0,17 ponto porcentual. Os preços da gasolina subiram pelo oitavo mês consecutivo.

Houve altas ainda nos preços do óleo diesel (2,89%), do etanol (2,36%) e do gás veicular (0,61%).

Os automóveis novos ficaram 1,12% mais caros, enquanto os automóveis usados subiram 0,68%. As motocicletas aumentaram 1,41%.

O ônibus urbano subiu 0,08%, em consequência do reajuste de 8,70% no preço das passagens em Recife desde 7 de fevereiro.

Na direção oposta, as famílias pagaram menos pelos transportes por aplicativo (-9,16%) e pelas passagens aéreas (-2,54%).

Escrito por:

Estadão Conteúdo