Publicado 22 de Fevereiro de 2021 - 10h00

Por AFP

Milhares de pessoas se manifestaram nesta segunda-feira (22) em Argel e todo o país para celebrar o segundo aniversário da revolta popular Hirak, segundo repórteres da AFP.

Em Argel, foi a maior manifestação desde a suspensão das marchas em 13 de março de 2020 devido à pandemia de covid-19.

O movimento de protesto exige o desmantelamento do "sistema" político instaurado desde a independência da Argélia em 1962.

Neste domingo, o presidente da Argélia, Abdemadjid Tebboune, reorganizou o governo sem grandes mudanças e dissolveu o Parlamento, abrindo o caminho para novas eleições este ano.

Na quinta-feira, Tebboune decretou uma graça presidencial a favor de cerca de 60 presos de consciência, um gesto de apaziguamento dirigido ao movimento de protesto popular de Hirak.

Desde então, quase 40 prisioneiros foram libertados.

ad-agr/feb/zm/me/aa

Escrito por:

AFP