Publicado 22 de Fevereiro de 2021 - 8h30

Por AFP

O Conselho da União Europeia (UE) anunciou nesta segunda-feira a inclusão de 19 funcionários do governo da Venezuela na lista de pessoas que são objetos de sanções por seu papel em "decisões que minam a democracia e o Estado de Direito" no país.

A decisão afeta, entre outros, o comandante de polícia Remigio Ceballos, o governador do estado de Zulia, Omar José Prieto, a presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Indira Alfonzo, e dois deputados da Assembleia Nacional.

Com a medida, agora 55 venezuelanos são objetos de sanções da UE.

ahg/me/fp

Escrito por:

AFP