Publicado 21 de Fevereiro de 2021 - 16h50

Por AFP

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse neste domingo(21) que há uma "oportunidade" para um eventual levantamento das sanções dos Estados Unidos contra o Irã, durante uma conversa por telefone com seu homólogo iraniano, Hasan Rohani.

"Queremos que o novo governo dos Estados Unidos seja capaz de renunciar às sanções unilaterais contra o Irã ... As declarações recentes abriram uma janela de oportunidade a esse respeito", disse o presidente turco em comunicado.

Erdogan afirmou ainda que a reativação do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA), firmado em 2015 pelo Irã, de um lado, e China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha, do outro, é o "atitude mais razoável" que pode ser adotada.

"O levantamento das sanções é uma reivindicação legal e lógica [...] O Irã retomará seus compromissos [nucleares] após o levantamento das sanções", disse o presidente iraniano em nota.

A Turquia pediu repetidamente aos Estados Unidos que retornem ao acordo de 2015 sobre o programa nuclear do Irã e acabem com as sanções contra Teerã.

O novo governo americano, liderado pelo democrata Joe Biden, declarou-se disposto a voltar ao pacto, do qual o país saiu em 2018 por iniciativa do ex-presidente Donald Trump.

No entanto, tanto Washington quanto Teerã esperam que o outro lado dê o primeiro passo antes de agir.

No domingo, o Irã expressou sua satisfação com as reuniões realizadas em Teerã com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, às vésperas da implementação de uma lei que limitaria as inspeções de atividades nucleares no caso de manutenção das sanções contra a República Islâmica.

kam-bg/avz/jvb/mb/jc

Escrito por:

AFP