Publicado 19 de Fevereiro de 2021 - 14h20

Por AFP

A pandemia continuou a redução acentuada em todo o mundo nesta semana, já que os novos casos de coronavírus são duas vezes menos numerosos do que no início de janeiro, de acordo com as contagens da AFP.

O número de casos diagnosticados não reflete mais do que uma fração do número real casos, e as comparações entre países devem ser feitas com cautela, já que as políticas de teste variam de país para país.

Com 362.000 casos registrados diariamente nesta semana, o indicador continua sua queda, que teve início há pouco mais de um mês, de acordo com um balanço da AFP na quinta-feira.

Novos diagnósticos continuam a diminuir (-12% esta semana) de um recorde de 743.000 novos casos por dia entre 5 e 11 de janeiro.

Desde o pico no início de janeiro, as novas contaminações em todo o mundo foram reduzidas pela metade (-51%).

Nesta semana, apenas o Oriente Médio registrou aceleração do contágios (+11%). Todas as outras regiões verificaram diminuições: -28% nos Estados Unidos/Canadá, -9% na África, Ásia e Europa e -7% na América Latina/Caribe.

O vírus praticamente não circula na Oceania (13 casos por dia).

Nesta semana, a maior redução foi observada em Portugal (-51%, 2.100 novos casos por dia). Em sequência estão: Bolívia (-41%, 800 novos casos diários), Espanha (-37%, 11.500), Estados Unidos (-28%, 72.800) e Colômbia (-26%, 4.700).

Nos Estados Unidos, os novos casos diários foram divididos por três a partir do pico observado na semana de 5 a 11 de janeiro. A redução observada na África do Sul é mais impressionante, pois as contaminações (1.980 casos diários nesta semana) foram divididas por 10 no período.

O Iraque, país com a variante britânica mais contagiosa, é pela segunda semana consecutiva o país onde a epidemia mais se acelera (+62%, 2.900 novos casos por dia). Depois estão: Jordânia (+ 44%, 2.100), Hungria (+ 23%, 1.700), Polônia (+ 18%, 6.300) e Áustria (+ 15%, 1.500).

Apesar da queda acentuada (-28%), Estados Unidos continua sendo o país com o maior número de novos casos nesta semana, com 72.800 diários, à frente do Brasil (45.200, estável) e da França (18.600, -2% )

Estados Unidos registrou o maior número de mortes na semana passada (uma média de 2.566 por dia), seguido pelo Brasil (1.037), México (982), Reino Unido (551) e Rússia (463).

jah/ber/ode/mab/mis/bn/aa

Escrito por:

AFP