Publicado 19 de Fevereiro de 2021 - 10h20

Por AFP

A Suprema Corte britânica negou o recurso de apelação do grupo americano de serviços de transporte Uber e decidiu que os motoristas do aplicativo são funcionários com direitos trabalhistas. A decisão do caso que começou em 2016 foi unânime e significa que os funcionários terão direito a benefícios como salário mínimo ou férias remuneradas.

Escrito por:

AFP