Publicado 18 de Fevereiro de 2021 - 21h50

Por AFP

Oito civis morreram e nove ficaram feridos nesta quinta-feira (18) no norte de Burkina Faso, próximo à fronteira com o Níger, em um ataque atribuído a grupos jihadistas que operam na região, anunciou o governo.

"Indivíduos armados não identificados emboscaram veículos de transporte civil entre Markoye e Tokagbangu, na região do Sahel. O atentado deixou (...) oito mortos e nove feridos, segundo balanço provisório", declarou o ministro da Comunicação, Ousseni Tamboura, em nota divulgada na noite desta quinta.

"Estão sendo realizadas buscas na área para encontrar os autores desses atos hediondos", acrescentou.

À tarde, uma fonte de segurança e um político local informaram a AFP sobre o ataque.

"Indivíduos armados interceptaram nesta quinta-feira de manhã um ônibus de transporte público que fazia a rota entre Markoye e Dorbel, no vizinho Níger. Pelo menos oito pessoas foram mortas e muitas outras ficaram feridas", afirmou a fonte de segurança, que pediu anonimato.

Os agressores, "provavelmente membros de grupos terroristas que assolam a região, fugiram antes da chegada de reforços", explicou.

"Um veículo de transporte misto (de pessoas e mercadorias) foi atacado por terroristas (...) que mataram sete pessoas. Outra foi morta pelos agressores durante a fuga", disse o político.

Desde 2015, Burkina Faso tem sido palco de confrontos jihadistas e entre comunidades que já causaram mais de 1.200 mortes e deixaram um milhão de desabrigados.

Este tipo de atentado é frequente no norte do país, razão pela qual muitas transportadoras contratam agentes de uma organização chamada "Voluntários para a defesa da Pátria", embora em algumas situações o exército também acompanhe comboios.

ab-de/stb/ayv/jvb/af/ic/mvv

Escrito por:

AFP