Publicado 18 de Fevereiro de 2021 - 17h30

Por AFP

Autoridades europeias e americanas pediram nesta quinta-feira (18) que o Irã cumpra "totalmente" o acordo nuclear de 2015, e afirmaram ser "perigoso" que Teerã limite o acesso dos inspetores internacionais a algumas instalações.

O ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, recebeu seus colegas alemão, Heiko Maas, e britânico, Dominic Raab, à tarde, em Paris, em uma reunião da qual participou por videoconferência o secretário de Estado americano, Antony Blinken.

Autoridades diplomáticas de França, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos afirmaram seu "objetivo comum de que o Irã mais uma vez cumpra integralmente seus compromissos", segundo um comunicado da chancelaria francesa.

Os quatro funcionários destacaram que estavam "unidos em ressaltar a natureza perigosa de uma decisão de limitar o acesso" dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a algumas das instalações iranianas nos próximos dias.

Em sua declaração conjunta, exigiram ao Irã "considerar as consequências de uma ação tão grave, especialmente neste momento de renovada oportunidade diplomática".

meb/jz/mvv/bn

Escrito por:

AFP