Publicado 18 de Fevereiro de 2021 - 13h02

Por Estadão Conteúdo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) Tedros Adhanom Ghebreyesus lembrou que um dos entraves para que a vacinação contra a covid-19 ganhe mais impulso pelo mundo é a limitação para se produzir o imunizante. Nesse contexto, ele disse que a entidade tem mantido contatos com autoridades e empresas, a fim de atacar esses gargalos e avançar no processo.

Durante entrevista coletiva virtual nesta quinta-feira, a OMS insistiu na necessidade de distribuição igualitária dos imunizantes pelo mundo, o que beneficiará a todas as populações. A entidade lembra que, enquanto a covid-19 estiver fora de controle em algum país, podem surgir novas cepas com risco de piora no quadro global.

Alimentos congelados

Durante a entrevista coletiva virtual, a OMS foi questionada sobre a possibilidade de que o vírus circule a partir de alimentos congelados. Líder da missão da OMS para apurar o surgimento da covid-19, Peter Ben Embarek, disse que houve poucos registros de circulação do vírus em alimentos congelados.

Embarek explicou que sua equipe se concentra, em uma de suas frentes de trabalho, em investigar a circulação de alimentos congelados no mercado em Wuhan no momento inicial de circulação da covid-19, não nas cadeias globais de distribuição de alimentos congelados no quadro atual, com o vírus já bastante disseminado pelo mundo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo