Publicado 18 de Fevereiro de 2021 - 10h20

Por AFP

Os três alpinistas desaparecidos há duas semanas durante a escalada do K2 no Paquistão foram declarados mortos, anunciaram nesta quinta-feira as autoridades paquistanesas.

O chileno Juan Pablo Mohr, o islandês John Snorri e o paquistanês Muhammad Ali Sadpara, que iniciaram em 5 de fevereiro a parte final da escalada na segunda maior montanha do mundo (8.611 metros), não deram sinais de vida desde então.

"Todos os meteorologistas, alpinistas e especialistas do exército paquistanês chegaram à conclusão de que um ser humano não pode viver por tanto tempo em condições tão extremas. Por isso anunciamos que estão mortos", declarou Raja Nasir Ali Khan, ministro do Turismo da região de Gilgit-Baltistan, onde fica o K2.

Vários helicópteros do exército paquistanês com radares participaram das buscas, mas não conseguiram localizar os três alpinistas.

As operações para tentar encontrar os corpos devem prosseguir, disse o ministro.

sjd-ds/cyb/ial/es/mar/fp

Escrito por:

AFP