Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 17h50

Por AFP

A Espanha, que já limita voos do Brasil e da África do Sul, irá impor quarentena obrigatória a todas as pessoas que chegam desses países, a fim de evitar a propagação de novas variantes do coronavírus, anunciou nesta quarta-feira (17) a ministra da Saúde, Carolina Darias.

A medida, que entrará em vigor na madrugada de domingo para segunda-feira e valerá por 14 dias, significa que quem chega do Brasil e da África do Sul "deve ficar em casa, limitando seus deslocamentos e o acesso a terceiros", explicou Darias em entrevista coletiva.

A quarentena será de dez ou sete dias se a pessoa for submetida a um teste de covid-19 e obtiver resultado negativo, disse a ministra. Como "supõe uma limitação de direitos fundamentais", a medida precisará ainda ser homologada pelos tribunais, afirmou.

Desde o início de fevereiro, o governo mantém uma limitação estrita às chegadas do Brasil e da África do Sul, de modo que apenas os passageiros com nacionalidade ou residência na Espanha ou Andorra podem entrar no país.

A regra não se aplica a passageiros em trânsito, mas eles não podem sair do aeroporto nem ficar por mais de 24 horas.

No final de dezembro, a Espanha suspendeu, assim como outros países, a chegada de viajantes do Reino Unido, exceto cidadãos espanhóis e residentes no país, devido à expansão da variante britânica, mais contagiosa.

Segundo a ministra da Saúde, até agora foram registrados no país 613 casos confirmados da variante britânica, seis da sul-africana e dois da brasileira. As autoridades alertaram que a variante britânica pode se tornar predominante na Espanha até março.

As variantes detectadas no Reino Unido, África do Sul e Brasil preocupam a comunidade internacional, que questiona sua contagiosidade e a eficácia das vacinas contra elas.

A Espanha, um dos países europeus mais afetados pela pandemia do coronavírus, contabiliza mais de 66 mil mortes e 3,1 milhões de casos.

du/mb/ic

Escrito por:

AFP