Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 13h20

Por AFP

A Colômbia iniciou, nesta quarta-feira (17), sua campanha de imunização em massa contra a covid-19 com a aplicação da primeira dose em uma enfermeira, em um hospital da cidade de Sincelejo, no norte do país.

Verónica Machado, de 46 anos, uma chefe de Enfermaria que trabalha na UTI, recebeu a vacina desenvolvida pelo laboratório americano Pfizer e pelo alemão BioNTech, na presença do presidente Iván Duque.

"Hoje começa um novo capítulo (...) na derrota desta pandemia", declarou o presidente à imprensa.

Machado foi escolhida para receber a primeira injeção contra a covid-19 por ser parte do grupo de enfermeiros e de profissionais da saúde que lutam na linha de frente contra a doença.

Na primeira fase, também serão vacinadas as pessoas acima de 80 anos.

O presidente Duque espera imunizar um milhão de pessoas ainda este mês, no momento em que o país parece ter superado a segunda onda de contágios.

Desde a detecção do primeiro caso em território nacional, em 6 de março de 2020, o país registra mais de 2,2 milhões de contágios e quase 58.000 mortes por covid-19.

Esses números situam a Colômbia no quarto lugar na América Latina e Caribe no que se refere ao número de afetados e de óbitos em proporção ao seu número de habitantes.

dl/vel/ll/tt

ASTRAZENECA

PFIZER

BioNTech

JOHNSON & JOHNSON

Escrito por:

AFP