Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 13h00

Por AFP

Um carregamento de 580 mil vacinas contra a covid-19 do instituto indiano Serum chegou à Argentina, nesta quarta-feira (17), para fortalecer a campanha de imunização, em um país com mais de dois milhões de casos e mais de 50 mil mortes.

As remessas do imunizante, elaborado com transferência de tecnologia da Universidade de Oxford/AstraZeneca, serão supervisionadas no aeroporto de Ezeiza, ao sul de Buenos Aires, pelo ministro da Saúde, Ginés González García, informou o Ministério da Saúde.

As vacinas da marca Covishield foram depositadas no Terminal de Cargas, após chegarem em um voo da empresa Catar.

A Argentina está prestes a começar a vacinação de pessoas com mais de 70 anos, em um país de 45 milhões de habitantes.

"Essas vacinas fazem parte de um total de 1.160.000 de doses que o Estado argentino vai adquirir por meio do Instituto Serum", disse o Ministério em um comunicado.

Por enquanto, a Argentina conta com apenas 1.220.000 doses da vacina Sputnik V, do instituto russo Gamaleya.

Nas últimas horas, foram detectados mais de 4.000 novos casos de contágio de coronavírus, com 106 óbitos, números que consolidaram uma leve queda em relação ao surto de dezembro e janeiro em pleno verão austral.

A campanha governamental global contempla a compra de 62 milhões de doses elaboradas por diferentes laboratórios contratados, como apontou González García ante comissões do Congresso.

O ministro disse que os acordos vão permitir receber 30 milhões de doses da Sputnik V, em torno de 23 milhões da vacina Oxford/AstraZeneca (incluindo as Covishield) e nove milhões por meio do mecanismo internacional de cooperação Covax.

dm/ml/ll/tt

Escrito por:

AFP