Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 12h20

Por AFP

Moscou anunciou nesta quarta-feira que rejeitou um visto para o representante na Rússia da Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa), acusando Washington de bloquear solicitações russas de visto.

"Foi uma medida de represália", afirmou à agência estatal Ria Novosti um dos vice-ministros russos das Relações Exteriores, Sergei Riabkov.

De acordo com a agência de notícias, a Rússia decidiu em janeiro não conceder um visto para a pessoa dirigiria o escritório da Nasa na embaixada dos Estados Unidos.

A diplomacia russa acusa há vários meses as autoridades americanas de bloquear ou atrasar a expedição de vistos a diplomatas russos, em um contexto de tensões crescentes, entre acusações de interferência, espionagem e rivalidades geopolíticas.

O setor espacial, no qual a cooperação Rússia-EUA data da época soviética, não foi afetado até o momento pela hostilidade.

Riabkov reconheceu que a Nasa não representa problemas, mas que Washington era em geral responsável por "todo tipo de interferências na forma de dificuldades nos vistos".

Depois de considerar os problemas "artificiais", o diplomata indicou que Moscou vai propor a Washington "resolver" as diferenças.

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu ser mais firme com a Rússia que o antecessor, Donald Trump, sobretudo no que diz respeito aos esforços para influenciar eleições nos Estados Unidos.

No fim de janeiro, no entanto, os dois países chegaram a um acordo sobre a prorrogação do tratado bilateral estratégico New Start sobre o controle das armas nucleares.

mp/alf/sg/mab/mb/fp

Escrito por:

AFP