Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 11h41

Por AFP

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) ordenou a libertação "imediata" do opositor russo detido Alexei Nalvany, alegando que sua vida corre perigo - aponta a decisão judicial publicada na página da organização d ativista, nesta quarta-feira (17).

Procurado pela AFP, o TEDH, que tem sua sede em Estrasburgo, confirmou a decisão. O texto será publicado nas próximas horas.

No documento, o tribunal pede à Rússia "a libertação do solicitante. Esta medida se aplica com caráter imediato", segundo a organização de Navalny.

alf/apo/sg/bl/jz/tt

Escrito por:

AFP