Publicado 17 de Fevereiro de 2021 - 7h30

Por AFP

O novo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, pediu a reconstrução da Itália em uma Europa mais integrada, em seu primeiro discurso, nesta quarta-feira (17) no Senado.

O economista e ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE), que apresentou seu programa de governo para enfrentar a pandemia que gerou uma recessão histórica, será submetido no fim do dia a um voto de confiança.

"Como os governos imediatamente depois da guerra, temos a responsabilidade de iniciar uma nova reconstrução", disse, depois de defender uma "União Europeia mais integrada".

Draghi reconheceu que o primeiro desafio será a luta contra a pandemia de coronavírus e a situação das pessoas que perderam o emprego.

"O vírus é o inimigo de todos. Sem rivalidades", disse, em referência ao clima político na Itália, marcado pelas divisões e vetos entre as forças políticas.

O novo primeiro-ministro, que estava praticamente em silêncio desde que assumiu o cargo no sábado, deve obter sem problemas a confiança das Câmaras do Parlamento, pois conta com uma ampla maioria, da esquerda à direita.

kv/mar/fp

Escrito por:

AFP