Publicado 16 de Fevereiro de 2021 - 21h00

Por Estadão Conteúdo

Os Estados Unidos registraram nesta segunda-feira, 15, o menor número de casos diários de covid-19 desde outubro, 53.800, apontou a CNN, com os mortos em 994, abaixo do nível simbólico de mil. Há algumas semanas, os registros de novos infectados ultrapassavam os 200 mil ao dia. No entanto, o nível de alerta das autoridades segue alto, incluindo a preocupação com as novas variantes do coronavírus, que podem ser mais contagiosas ou não terem a mesma reação às vacinas.

No país, 12% da população recebeu ao menos uma dose da vacina até o momento. Os casos totais somam 27,7 milhões, e 486.784 pessoas morreram em virtude da doença em solo americano.

Em Israel, o país atingiu a marca de 4 milhões de imunizados, e o governo incentivou a vacinação daqueles maiores de 50 anos, faixa de idade na qual, segundo comunicado, 570 mil pessoas ainda não receberam as doses. O país vem planejando a emissão de passaportes de imunidade para estimular a vacinação seus cidadãos. De acordo com a Universidade John Hopkins, o país tem 730.293 casos e 5.414 mortos em virtude da doença.

Na Itália, a ANSA afirma que a agência reguladores local recomendou nesta terça, 15, que as vacinas da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford sejam aplicadas em pessoas com até 65 anos. A medida poderia acelerar os esforços de imunização do país. O Departamento de Proteção Civil local aponta 2.739.500 casos de covid-19 na Itália, com 94.171 mortes.

Escrito por:

Estadão Conteúdo