Publicado 15 de Fevereiro de 2021 - 15h21

Por Estadão Conteúdo

A produção industrial da zona do euro deve ter estagnado no começo deste ano, depois de cair no fim de 2020, diz a Capital Economics. Em relatório divulgado nesta segunda-feira, a consultoria britânica comenta que dados disponíveis referentes ao início de 2021 têm sido mistos.

"Por um lado, pesquisas de empresas sugerem que a produção continuou a se expandir rapidamente", destaca Andrew Kenningham, economista-chefe para Europa da Capital. "Por outro lado, problemas com o fornecimento de semicondutores estão limitando a produção de carros, e rupturas comerciais - incluindo a do Reino Unido após o Brexit - terão afetado a manufatura", acrescenta.

Segundo Kenningham, a perspectiva da indústria neste primeiro trimestre não é das melhores, mas o setor manufatureiro foi menos afetado pelos novos "lockdowns" relacionados à covid-19 do que parte do segmento de serviços, tornando uma queda significativa "improvável".

Em dezembro, a produção industrial da zona do euro diminuiu 1,6% ante o mês anterior, de acordo com pesquisa da Eurostat divulgada mais cedo. Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam recuo menor, de 1%.

Escrito por:

Estadão Conteúdo