Publicado 15 de Fevereiro de 2021 - 12h30

Por AFP

Uma série de tempestades de inverno "sem precedentes" afetará os Estados Unidos nesta semana, alertou nesta segunda-feira (15) o Serviço Meteorológico Nacional (NWS), e o vento ártico provocará recordes de baixas temperaturas.

A frente fria já chegou no Canadá e em partes do norte do México. Grande parte dos Estados Unidos foi afetada por temperaturas frias por dias, com cerca de metade de seus cidadãos agora sob algum tipo de alerta de clima frio.

As temperaturas caíram em todo o país e apenas algumas áreas do sudeste e sudoeste se esquivaram.

A onda de frio provocou fortes nevascas e geadas que geraram um aumento da demanda de eletricidade e cortes de luz.

O gelo nas estradas foi a causa de vários acidentes mortais, incluindo um com mais de cem carros no Texas na semana passada que deixou ao menos seis mortos.

"Mais de 150 milhões de americanos" estão atualmente sob diferentes tipos de alerta de tempestades de inverno e de geadas, assim como de temperaturas extremas, disse o NWS.

"Este impressionante ataque de mau tempo invernal em grande parte dos 48 (estados) inferiores se deve à combinação de um forte aumento da pressão ártica que fornece temperaturas abaixo de zero e uma faixa de tempestade ativa que carrega ondas de precipitação".

Ao menos sete estados - Alabama, Oregón, Oklahoma, Kansas, Kentucky, Mississippi e Texas - declararam emergências relacionadas ao clima, informou a CNN.

O NWS descreveu as condições como uma "área sem precedentes e em expansão de clima invernal perigoso" que marcará mínimos históricos.

"Centenas de temperaturas máximas e mínimas diárias foram ou serão quebradas durante esta prolongada "onda polar", com alguns recordes de temperaturas baixas de fevereiro e inclusive de todos os tempos em risco", disse o NWS.

Em uma ampla área conhecida como as Planícies do Sul, que abrande partes do Texas, Oklahoma e Kansas, espera-se que as temperaturas caiam até 25 graus Celsius abaixo das previsões típicas para esta época do ano.

A Flórida continuará sendo o lugar mais quente do território continental dos Estados Unidos, com máximas acima do normal e temperaturas que, no geral, rondarão os 27 graus.

wat/axn/mps/ll/aa

Escrito por:

AFP