Publicado 15 de Fevereiro de 2021 - 11h20

Por AFP

A polícia turca prendeu, nesta segunda-feira (15), 718 pessoas em 40 cidades pelos seus supostos vínculos com a militância curda do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), ao qual Ancara acusa de ter executado 13 turcos no norte do Iraque.

O Ministério do Interior não especificou onde as prisões aconteceram, mas afirmou que entre os detidos estão responsáveis locais do Partido Democrático do Povo (HDP), o segundo maior partido da oposição do país.

"Um grande número de armas, documentos e material digital pertencentes à organização foram confiscados nessas buscas", acrescentou o ministério do Interior, destacando que a operação continua em andamento.

A Turquia acusou no domingo o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de ter executado 13 cidadãos turcos, em sua maioria membros das forças de segurança, que mantinha como reféns no norte do Iraque há vários anos.

No domingo, o HDP expressou sua "profunda tristeza" após a morte dos cidadãos turcos no Iraque e pediu ao PKK para libertar os prisioneiros.

raz-bg/ezz/jvb/zm/aa

Escrito por:

AFP