Publicado 14 de Fevereiro de 2021 - 9h30

Por AFP

Os rebeldes houthis no Iêmen intensificaram seus ataques para tomar a cidade de Marib, o último bastião do poder no norte, e dezenas de combatentes morreram nas últimas 24 horas, segundo informaram militares pró-governo neste domingo (14).

Marib está a cerca de 120 km ao leste de Sanaa, a capital do país, controlada desde 2014 pelos rebeldes houthis com apoio do Irã.

Os rebeldes estão há um ano tentando tomar esta cidade e a batalha se intensificou nos últimos dias. O sucesso desta ofensiva seria um duro revés para o governo iemenita, apoiado desde 2015 por uma coalizão militar liderada pela vizinha Arábia Saudita.

Nas últimas horas, os houthis enviaram um grande número de combatentes e lançaram ataques de várias frentes contra Marib, rica em petróleo, disseram militares pró-governo à AFP.

Segundo essas fontes, a ofensiva, que ocorreu sob ataques da coalizão liderada por Riade, matou 16 membros das forças leais e feriu outros 21, enquanto foram registradas "dezenas de mortes" no campo dos houthis, que geralmente não revelam suas perdas.

O Iêmen vive a pior crise humanitária do mundo, segundo a ONU, com dezenas de milhares de mortos, milhões de deslocados e uma população à beira da fome.

faw-mah/aem/vl/pc/es/aa

Escrito por:

AFP