Publicado 13 de Fevereiro de 2021 - 13h40

Por AFP

Estados Unidos tem "profundas preocupações" sobre a resposta inicial da China à crise da covid-19 e quer que Pequim "coloque à disposição seus dados desde os primeiros dias do surto", disse o assessor de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan.

Esta declaração chega dias depois de uma equipe de investigação da Organização Mundial da Saúde (OMS) voltar da cidade chinesa de Wuhan, o primeiro epicentro da pandemia, e dizer que o vírus pode ter sido originado com frutos do mar congelados, e não em um laboratório chinês como alguns haviam sugerido.

Sullivan expressou seu "profundo respeito" pela OMS - à qual os Estados Unidos se reincorpora depois que o governo do ex-presidente Donald Trump a abandonou para protestar pela sua resposta ao vírus -, mas afirmou que proteger sua credibilidade é "uma prioridade absoluta."

bbk/st/yo/gma/aa

Escrito por:

AFP