Publicado 12 de Fevereiro de 2021 - 19h00

Por AFP

O presidente da Argélia, Abdelmadjid Tebboune, retornou ao seu país nesta sexta-feira (12) depois de ficar um mês na Alemanha, onde passou por uma cirurgia no pé por "complicações" relacionadas à covid-19, segundo a imprensa oficial argelina.

"O presidente da República, chefe supremo das Forças Armadas e ministro da Defesa, Abdelmadjid Tebboune, voltou ao país hoje", afirmou a emissora pública, embora não tenha divulgado imagens de sua chegada.

O avião, vindo de Berlim, pousou por volta das 17h locais (13h no horário de Brasília) no aeroporto militar de Boufarik, segundo sites de informações de tráfego aéreo.

O presidente de 75 anos já havia sido tratado na Alemanha por dois meses após ser infectado pela covid-19, mas teve que retornar a Berlim em 10 de janeiro para se submeter a uma cirurgia devido a "complicações" em seu pé direito.

No entanto, as autoridades não especificaram a natureza da intervenção cirúrgica, que foi "bem-sucedida".

Na véspera de seu retorno, Tebboune ligou para seu equivalente alemão, Frank-Walter Steinmeier, para agradecê-lo pelos cuidados médicos que recebeu na Alemanha.

Várias pendências aguardam o presidente, como um provável reajuste ministerial e a elaboração de uma nova lei eleitoral para as próximas eleições municipais e legislativas, que devem ocorrer no final do ano.

ad-agr/vl/jvb/tjc/ic

Escrito por:

AFP