Publicado 08 de Fevereiro de 2021 - 10h30

Por AFP

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, afirmou neste sábado, ao retornar de uma viagem a Moscou, estar preocupado com a recusa das autoridades russas em ter um diálogo "mais construtivo" com a União Europeia, à qual pediu para "agir em consequência", inclusive com sanções.

"As autoridades russas não quiseram aproveitar a ocasião para estabelecer um diálogo mais construtivo com a UE. É lamentável e devemos agir em consequência (...) Os Estados-membros decidirão os próximos passos e, sim, estes poderiam incluir sanções", declarou, em mensagem publicada em sua conta no Twitter ao retornar de Moscou.

csg/hba/mis/mb/mvv

Escrito por:

AFP