Publicado 08 de Fevereiro de 2021 - 8h50

Por AFP

Portugal rejeitou neste domingo a oferta de ajuda da fronteiriça região da Galícia, noroeste da Espanha, para acolher pacientes de covid-19, ao considerar que pode enfrentar a situação em seus hospitais.

O governo português agradeceu a oferta da Galícia "para ajudar Portugal e sobre todo o norte do país", mas "por enquanto os hospitais da região consegue, enfrentar as necessidades", informou um porta-voz do ministério da Saúde à AFP.

A região "pode responder às necessidades nos próximos dias", garantiu o Ministério da Saúde, informando que os hospitais na região registraram uma "leve diminuição no número de doentes" o que tem permitido acolher nos últimos dias pacientes de outros setores, sobre tudo de Lisboa.

Epicentro da pandemia de coronavírus na Europa nas últimas semanas, o ritmo de contágios diários em Portugal, sob confinamento generalizado desde meados de janeiro, prossegue em queda, iniciada há alguns dias.

O país registrou 3.508 novos casos em 24 horas e 204 mortes, segundo o balanço da Direção Geral de Saúde. O número de pacientes no CTI, que superou 900 na sexta-feira pela primeira vez desde o começo da pandemia, foi reduzido a 865 no domingo.

Para ajudar os profissionais da saúde, Portugal aceitou a ajuda da Alemanha, que enviou na quarta-feira uma equipe de 26 médicos e enfermeiros militares que trabalharão em uma Unidade de Terapia Intensiva em um hospital privado de Lisboa.

lf/ode/mis/mb/gf

Escrito por:

AFP