Publicado 05 de Fevereiro de 2021 - 16h11

Por Estadão Conteúdo

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), apresentou nesta sexta-feira, 5, a reclassificação do Plano São Paulo, apontando em quais fases as regiões do Estado serão enquadradas diante do cenário da covid-19. Na 21ª classificação, a Grande São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Registro, Presidente Prudente e Araçatuba passaram para a fase amarela.

"Tivemos melhora nos indicadores de dez regiões. Todos os serviços que podiam funcionar na fase laranja podem funcionar na amarela, mas ganhando duas horas, funcionando até 22 horas. Cada gestor pode organizar para funcionar 12 horas. Depois das 22 horas, somente serviços essenciais podem funcionar. Barretos, Ribeirão Preto, Marília e Taubaté passam para fase laranja e Araraquara passa para a fase vermelha", diz Patrícia Ellen, secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico.

Na última atualização, 11 regiões estavam na fase laranja, que permite a ocupação de 40% dos estabelecimentos, entre elas: Grande São Paulo, Baixada Santista e Campinas. Outras seis estavam na fase vermelha, a mais restrita.

Segundo balanço atualizado nesta quinta-feira, 4, São Paulo contabiliza, desde o início da pandemia, 1.820.941 pessoas infectadas e 53.997 mortos pela covid-19.

Na última quarta-feira, 3, o Doria anunciou a suspensão do fechamento de bares, restaurantes e estabelecimentos comerciais aos fins de semana nas classificadas na fase laranja do Plano São Paulo.

Entre segunda e sexta-feira, o funcionamento continua restrito das 6 horas às 20 horas.

Escrito por:

Estadão Conteúdo