Publicado 05 de Fevereiro de 2021 - 10h20

Por AFP

Israel suspenderá progressivamente a partir de domingo o confinamento que aplica há um mês, graças a uma redução dos contágios, mas os voos internacionais continuarão suspensos, anunciou o governo nesta sexta-feira.

O país decretou um confinamento estrito em quatro oportunidades e desde dezembro aplica uma ambiciosa campanha de vacinação, na qual 3,3 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma das duas doses do fármaco.

Apesar das restrições, o mês de janeiro foi o mais letal da pandemia no país, com mais de 1.000 mortes por covid-19. De acordo com o balanço mais recente do ministério da Saúde, o país de 9 milhões de habitantes registra mais de 675.000 casos e 5.019 óbitos.

A cada dia, Israel continua registrando quase 6.500 novos contágios.

"O governo aceitou a proposta do primeiro-ministro e do ministro da Saúde para flexibilizar as medidas de confinamento a partir de domingo", afirmou nesta sexta-feira o gabinete do chefe de Governo em um comunicado.

A partir de então, os cidadãos poderão fazer deslocamentos a mais de um quilômetro de suas residências e alguns serviços, como salões de beleza, retomarão as atividades. Também devem reabrir com restrições os parques e reservas naturais. Os restaurantes poderão preparar comida para retirada.

As fronteiras terrestres de Israel permanecerão fechadas.

mib/cgo/mdz/bl/tjc/fp

Escrito por:

AFP