Publicado 05 de Fevereiro de 2021 - 7h00

Por AFP

As relações entre Rússia e União Europeia (UE) se encontram em seu nível "mais baixo" pelo caso do opositor Alexei Navalny, o principal crítico do Kremlin atualmente preso - afirmou o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, em Moscou, nesta sexta-feira (5).

"Está claro que há uma tensão severa em nossas relações e que o caso Navalny as colocou em seu nível mais baixo", disse ele no início de seu encontro com o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov.

Sem se referir ao opositor, o chanceler russo expressou sua disposição de "discutir qualquer assunto", embora tenha responsabilizado a UE pelas tensões existentes.

"Nosso principal problema é a falta de normalidade nas relações entre Rússia e UE (...) É uma situação nociva que não beneficia ninguém", disse Lavrov, que disse querer uma discussão "franca e detalhada" com Borrell.

Nos últimos dias, a Rússia descreveu como "ingerência" as críticas europeias à detenção e ao encarceramento de Navalny, assim como à repressão às recentes manifestações de apoio a ele.

A UE também denunciou o envenenamento do opositor em agosto passado, na região russa da Sibéria, com um agente nervoso do tipo Novichok desenvolvido na época soviética.

Diante da recusa de investigação por parte de Moscou, que nega ter tentado matar o oponente e fala em um complô internacional, os europeus adotaram sanções contra várias autoridades russas de alto escalão.

alf/apo/bl-tjc/es/tt

Escrito por:

AFP