Publicado 04 de Fevereiro de 2021 - 7h20

Por AFP

Os bombeiros australianos conseguiram conter os incêndios que se aproximavam de Perth (sudoeste), quarta cidade do país - anunciaram as autoridades nesta quinta-feira (4), ainda preocupados com os fortes e persistentes ventos que complicam a situação.

Pelo menos 81 casas foram completamente destruídas pelas chamas na área de Perth Hills, a leste da cidade.

O primeiro-ministro da Austrália Ocidental, Mark McGowan, disse que o nível de destruição na área era "grande demais para fazer um balanço completo" até o momento.

Depois de "dois dias negros", porém, os bombeiros conseguiram conter o fogo, que já ameaçava casas em zonas mais populosas, disse ele.

Sete bombeiros ficaram feridos, mas não há nenhuma vítima fatal nos incêndios, que destruíram um total de 10.000 hectares desde segunda-feira e obrigaram centenas de pessoas a deixarem suas casas como medida preventiva, ante o avanço das chamas.

As autoridades esperam que as chuvas anunciadas para os próximos dias ajudem a controlar a situação.

No ano passado, após uma temporada de incêndios particularmente devastadora, as chamas arrasaram milhões de hectares, provocaram a morte de 33 pessoas e mataram, ou forçaram o deslocamento, de quase 3 bilhões de animais, segundo estimativas oficiais.

O custo para a economia australiana foi de US$ 7 bilhões.

A cada verão austral, a Austrália é palco de grandes incêndios, cada vez mais virulentos, devido à mudança climática, segundo cientistas.

hr-dm/jac/ia/bl/tjc/tt

Escrito por:

AFP