Publicado 20 de Dezembro de 2020 - 5h30

O jornalismo na TV nunca esteve tão em alta e prestigiado como nos tempos atuais. Diferentemente do passado, quando só algumas poucas emissoras levavam a sério a missão de bem informar, hoje a própria mobilização no mercado nos mostra um panorama completamente diferente. Mais que a obrigação de cumprir tabela, como já aconteceu, verifica-se que, hoje, há um maior esforço em competir a altura e se aparelhar convenientemente para isso. Assim como é natural reconhecer que o acordo para a chegada da CNN ao Brasil, a partir do instante em que foi celebrado, veio a provocar uma movimentação que poucas vezes se viu e o reconhecimento aos bons valores do setor como nunca aconteceu. E esta disputa, hoje restrita aos bastidores, será ainda maior a partir do início efetivo das operações da CNN, prometido para março, quando também passará a existir uma competição direta e das mais saudáveis entre todos os canais de jornalismo.

A perspectiva é das mais interessantes.