Publicado 19 de Dezembro de 2020 - 5h30

Um figurante daquela que seria a maior montagem do espetáculo Hamlet, clássico de William Shakespeare já realizada em sua cidade, inconformado com o cancelamento da peça em que sonhava participar, decide construir por conta própria sua adaptação dessa grandiosa montagem que não ocorreu, utilizando, para isso, fragmentos dos textos originais, trechos da proposta do encenador, pedaços dos cenários que estavam sendo construídos e retalhos dos figurinos que estavam sendo feitos, na esperança de levar ao público uma adaptação dessa ousada concepção de direção, oferecendo sua pequena versão da maior obra teatral já escrita.

Hamlet Cancelado, espetáculo teatral proposto pelo diretor, dramaturgo e ator Vinicius Piedade, tem sessão única hoje, no Sesc Campinas. O texto foi escrito por Piedade, em processo de co-criação com o filósofo e autor Flávio Tonnetti, em co-direção com Fábio Vidal, pretende trazer à luz a história de um ator que aspira viver de teatro. Conseguindo uma vaga como figurante, vai se envolvendo com o texto e com a montagem a ponto de conseguir atenção da equipe de direção que resolve lhe dar um papel maior do que o de figurante: um papel com fala. Uma única fala. Mas para o ator aquele já pode ser considerado o ápice de sua incipiente carreira artística.

Quando a montagem é cancelada, contra todas as expectativas, ele decide, sozinho, remontar, num espetáculo solo, uma versão reduzida do que teria sido essa grande montagem. Como um narrador que sobrevive para contar e dar testemunho dessa história, ele veste a missão de levá-la ao palco. Hamlet Cancelado traz um Hamlet possível ao mundo dos discursos fragmentados e das “fake news”, dos conservadorismos e das barbáries digitais. Hoje, às 20h, no Sesc Campinas (Rua D. José I, 270/333, Bonfim). Ingressos: de R$ 9,00 a R$ 30,00.