Publicado 19 de Dezembro de 2020 - 21h23

Por Gustavo Magnusson/Da Agência Anhanguera

Marcado por dois adversários, o meia Camilo disputa bola na vitória da Ponte Preta por 2 a 1 sobre o Confiança, em Aracaju

Luiz Neto/ADC

Marcado por dois adversários, o meia Camilo disputa bola na vitória da Ponte Preta por 2 a 1 sobre o Confiança, em Aracaju

Após três derrotas consecutivas, a Ponte Preta reencontrou-se com a vitória ao bater o Confiança por 2 a 1 na noite de ontem, no estádio Lourival Baptista, em Aracaju, pela 30ª rodada da Série B.

Depois de três jogos consecutivos saindo atrás do placar, a Macaca largou na frente no primeiro tempo, com gol do atacante Moisés, que não marcava há três meses. A vantagem durou apenas 15 minutos e o Confiança empatou pouco antes do intervalo. Na etapa final, Guilherme Pato saiu do banco de reservas para marcar o gol da vitória alvinegra no apagar das luzes, impondo a quarta derrota em sequência ao time sergipano.

Com o resultado positivo, a Ponte Preta chegou aos 43 pontos, distanciou-se do Confiança e recuperou a 9ª colocação perdida para o Cruzeiro, que será o próximo adversário. Seis pontos separam a Macaca do G4.

O jogo

Sob o comando de Fabinho Moreno, efetivado como treinador da equipe até o fim da Série B, a Ponte Preta entrou em campo a nove pontos de distância do quarto colocado, mas ainda sonhando com uma arrancada histórica rumo ao acesso.

Sem o zagueiro Ruan Renato e o atacante Bruno Rodrigues, ambos fora por suspensão, a Macaca começou a partida com Alisson no miolo de zaga e Luan Dias ao lado de Camilo na criação do meio-campo. Outra mudança em relação à escalação inicial da derrota para o Operário foi a entrada do volante Dawhan na vaga de Luís Oyama, mas por opção técnica.

Com essas três alterações, a Macaca inaugurou o marcador aos 29', em jogada que começou e terminou com Moisés. Luan Dias recebeu passe do atacante, dividiu com a marcação e a bola sobrou limpa para João Veras. A jovem promessa de 20 anos deixou o parceiro de ataque na cara do gol para tocar por baixo de Rafael Santos. Foi o primeiro gol de Moisés na Série B e o quarto dele com a camisa pontepretana. O jogador não balançava as redes desde o dia 16 de setembro, no empate em 2 a 2 com o América-MG, em casa, pela Copa do Brasil.

Em busca do empate, o Confiança levou muito perigo aos 42', quando Alisson afastou errado e Renan Gorne emendou com desvio providencial de Wellington Carvalho para escanteio. Um minuto depois, Iago cruzou pela esquerda na cabeça de Matheus Mancini, que ganhou no alto de Guilherme Lazaroni para estufar as redes. Ygor Vinhas ainda resvalou na bola, mas não foi o suficiente para evitar que a defesa alvinegra fosse vazada pela sétima partida seguida.

No segundo tempo, o Confiança quase virou em chute de Rafael Vila aos 15', mas Guilherme Lazaroni salvou de forma inacreditável em cima da linha. Quando o resultado final parecia fadado ao empate, Guilherme Pato aproveitou bobeada da defesa adversária para encher o pé da marca do pênalti, aos 43'. O atacante, que havia entrado em campo aos 25', marcou o seu terceiro gol no campeonato. A Ponte não vencia fora de casa desde o início de outubro - já eram seis jogos.

A Ponte Preta volta a campo na próxima terça-feira, quando recebe o Cruzeiro, às 21h30, no Moisés Lucarelli. Wellington Carvalho, Neto Moura e Luan Dias serão desfalques por conta do terceiro cartão amarelo.

FICHA TÉCNICA:

CONFIANÇA (1)

Rafael Santos; Thiago Ennes (Caíque Sá 35/2º), Nirley, Matheus Mancini e Djalma Silva; Madison (Bruno Paraíba 39/2º), Rafael Vila e Guilherme Castilho (Jeferson Lima 35/2º); Reis, Renan Gorne (Ari Moura 29/2º) e Iago. Técnico: Daniel Paulista.

PONTE PRETA (2)

Ygor Vinhas; Apodi (Léo Pereira 25/2º), Wellington Carvalho, Alisson e Guilherme Lazaroni; Dawhan, Neto Moura (Luís Oyama 17/2º) e Camilo; Luan Dias (Yuri 37/2º), Moisés (Guilherme Pato 25/2º) e João Veras (Matheus Peixoto 16/2º). Técnico: Fabinho Moreno.

Gols: Moisés, aos 29', e Matheus Mancini, aos 43' do 1º tempo; Guilherme Pato, aos 38' do 2º tempo.

Local: Lourival Baptista (Batistão) - Aracaju (SE).

Público e Renda: Portões fechados.

Juiz: Emerson de Almeida Ferreira (MG).

Cartões amarelos: Neto Moura, Luan Dias, Wellington Carvalho e Fabinho Moreno (PP); Rafael Vila, Reis, Nirley e Iago (C). 

Escrito por:

Gustavo Magnusson/Da Agência Anhanguera